Super Sorgo Forrageiro (Sorgo Gigante)
Compartilhe:

Super Sorgo Forrageiro Santa Elisa (Sorgo Gigante) - Embalagem c/ 06 kg - PREÇO DO KG À VISTA: R$ 36,75

Código: MO9019

Potencial produtivo superior a 100 toneladas de massa verde por hectare;

R$ 260,00 R$ 245,00 até 3x de R$ 81,67 sem juros
R$ 220,50 à vista

Produto indisponível
Parcelas
  • 1x de R$ 245,00 sem juros
  • 2x de R$ 122,50 sem juros
  • 3x de R$ 81,67 sem juros

Super Sorgo Forrageiro (Sorgo Gigante)


Informações Técnicas

Ciclo: Tardio - Normal;

Época de Plantio: Safra e Safrinha;

Uso: Produção de Silagem;

População: 160.000 sementes por hectare;

Rendimento de área: Este saco de 6 kg e suficiente para plantar 2 hectares, utilizando plantadeiras ou semeadoras;

Potencial produtivo superior a 100 toneladas de massa verde por hectare;

Alta palatabilidade e digestibilidade in vitro;

Possui alta capacidade de rebrota;

Alta tolerância ao alumínio e ótima resistência a seca;

Boa produção de proteína bruta;

A forragem certa para manter o rebanho nutrido e saudável;



Plantio

1. Consumo de semente para plantio em linhas 03 (três) quilos por hectare;

2. Semente entregue tratada com fungicida (contra fungos) e inseticida (contra formigas e cupins) produto pronto para o plantio;

3. Embalagem contém 06 (seis) quilos o suficiente para o plantio de dois hectares;



a.1 SEMEADURA:

1.  Profundidade de plantio: 1,0 a 2,0 centímetros.

2.  Veja a quantidade de sementes a ser distribuídas conforme TABELA abaixo:



Distribuição de sementes

Espaçamento centímetros entre linhas
Quantidade de sementes por metro linear
45
7,2 por metro ou 72 em dez metros
508,0 por metro ou 80 em dez metros
609,6 por metro ou 96 em dez metros
7011,2 por metro ou 112 em dez metros
8012,8 por metro ou 128 em dez metros
9014,4 por metro ou 144 em dez metros


4. Recomenda-se para melhor distribuição das sementes a utilização de plantadeiras a vácuo com furos de 1,75mm nos discos, ou plantadeiras tradicionais com a utilização de anéis lisos, discos com 52 furos de 3,50 mm e alcinhas compatíveis com o fabricante de cada plantadeira – JUMIL, TATÚ, BALDAN, etc.


B) PONTOS FORTES DO MATERIAL:

Alta produção de massas verde e seca;

Boa produção de proteína bruta;

Potencial produtivo superior a 100 toneladas de massa verde por hectare;

Alta palatabilidade, e digestibilidade in vitro;

É de baixo custo e produz mais alimento para o rebanho;

Produção de qualidade superior;

Possui excelente capacidade rebrota;

Alta tolerância ao alumínio e ótima resistência a seca;

A forragem certa para manter o rebanho nutrido e saudável;

Apto e comprovado para silagem, pastejo e cobertura em áreas de lavouras para proteção e conservação do solo;

Melhor custo benefício do mercado.

 


C) SUGESTÕES PARA CORREÇÃO DE SOLO E ADUBAÇÃO:

Colete amostras do solo e envie a um laboratório especializado e consulte um engenheiro agrônomo de sua confiança, ou;

Adubação de plantio:

350 kg/ha do formulado 8-28-16

Adubação de cobertura:

200 kg/ha do formulado 20-00-20;

 


D) HERBICIDA

1. PLANTE NO LIMPO (inclusive livre de “sementeira”) -  Faça dissecação no Pré-Plantio com a mistura de Glifosato mais 2-4 D, conforme orientação de seu Eng. Agr.

2. Atrazine 500 sem óleo – 5 litros por hectare após 15 a 20 dias da emergência das plantas.



E) INSETICIDA – SE NECESSÁRIO O USO, segue indicação abaixo:

(consulte um técnico de sua confiança)

Produto Dosagem litro/hectare

Lanate (metomil) 0,50

Brilhante (metomil) 0,60

Ampligo (lambda-cialorina e chlorantranilipole) 0,15

Nufos 480 EC (Clorpirifós) 0,50

Pirate (clorfenapir) 0,50

Prêmio (Clorantraniliprole) 0,125



F) INSETICIDA FISIOLÓGICO:

Produto Dosagem litro/hectare

Nomolt 150 (Teflubenzurom) 0,10

Match (Lufenurom) 0,30

Dimilim (Diflubenzurom) 0,10



G) FUNGICIDAS

O Super Sorgo possui boa tolerância as principais doenças, portanto não existem controles químicos registrados no MAPA (Ministério da Agricultura), todavia recomenda-se o uso de fungicidas registrados para a cultura do milho, dentre outros a mistura de TRIAZOL + ESTROBIRULINAS, CARBENDAZIM para antracnose e TUBUCONAZOL para ferrugem turcicum.


Quando devem serem feitas as aplicações:

Uma aplicação aos 60 dias ou a quando a planta atingir 1,20 m de altura, o que ocorrer primeiro, visando a sanidade foliar e qualidade da silagem, outras de acordo com as necessidades e orientações agronômicas.

Volume de calda 200 litros por hectare.

 


H) VALOR NUTRICIONAL DA SILAGEM

1. A silagem de sorgo equivale entre 72% a 92% do valor nutricional da silagem do milho, dependendo do ponto de corte do material.

2. Por outro lado, a produção de volumoso do Super Sorgo em comparação ao do milho pode chegar, nas mesmas condições de fertilidade, umidade e cultivo ser superior de duas a quatro vezes maiores as produções de massas verde e seca.

3. Para lavouras plantadas em outubro, a critério do produtor poderá efetuar duas colheitas, um corte em fevereiro e outro junho, observados os teores de matérias secas e conveniência técnica nos casos concretos.



I) Estágio indicado para colheita do Super Sorgo para silagem é quando:

1. O momento recomendado para corte será quando a planta apresentar teor de massa seca entre 30 e 33%, mesmo sem cachos (grãos) este será o momento ideal para colheita e silagem de toda a planta, atendidos esses pressupostos o produtor obterá maior aproveitamento da lavoura, ou;

2. Após a produção de cachos (grãos) a colheita deve ser feita também da planta inteira, e o momento de corte deve ocorrer quando os grãos estiverem de pastosos para farináceos, independente do percentual de massa seca, mas a massa seca nunca superior a 35%.



J) Potencial produtivo do Super Sorgo em plantios de outubro atendidas condições normais de umidade, fertilidade e tratos culturais:

1. No primeiro corte 70 toneladas de massa verde/hectare

 Corte aos 120 – 135 dias; observado o ítem i.1

2. No segundo corte (rebrota) 50 toneladas de massa verde/hectare;

 Ponto de corte quando os grãos estiverem de pastosos para farináceos, observado o írem i.2

 


K) Potencial produtivo do Super Sorgo em plantios de Janeiro - Março atendidas condições normais de umidade, fertilidade e tratos culturais:

1. Um corte 75 toneladas de massa verde/hectare

Época indicada para colheita – junho, quando os grãos estiverem de pastosos a farináceos.

 


L) ATENÇÃO:

PLANTE NO LIMPO, INCLUSIVE LIVRE DE “SEMENTEIRA”.

Em momento algum a lavoura pode sofrer concorrência com ervas daninhas, especialmente nos seus primeiros vinte dias contados da emergência, porque a mato competição compromete a expectativa de produção das lavouras.

Para o controle das ervas daninhas, nos momentos próprios, existem herbicidas indicados, como os acima mencionados e, se necessário devem repetir as aplicações para o controle efetivo das ervas.

Compete ao produtor corrigir o solo de acordo com as análises, fazer as adubações e  coberturas corretas em atendimento aos requisitos da cultura e orientações técnicas do  técnico de confiança do agricultor.

Silagem

Aproveite Também

-15%

R$ 99,00 R$ 84,00

até 3x de R$ 28,00 sem juros
R$ 75,60 à vista

R$ 59,00

até 3x de R$ 19,67 sem juros
R$ 53,10 à vista

R$ 72,00

até 3x de R$ 24,00 sem juros
R$ 64,80 à vista
-8%

R$ 125,00 R$ 115,00

até 3x de R$ 38,33 sem juros
R$ 103,50 à vista